Norte-americano tem cada uma que você chega até duvidar! Uma amiga, recém-vinda de Nova York, contou-me que naquela cidade há o que chamam de Ginásio de Desabafos. Por três dólares, a pessoa tem o direito de quebrar quinze pratos, dar pontapés em portas ou fecha-las com violência e atirar uma dúzia de tomates em fotografias dos personagens mais antipáticos da atualidade. Uma vez que o ¨cliente¨ descarregou toda sua neura, volta pra casa ou local de trabalho, calmo e aliviado.

            Pena que por aqui não exista também um Ginásio de Desabafos. E porque ele não existe, muita gente descarregada suas frustações e nervosismo sobre os demais, a esposa, os filhos, os colegas de trabalho e ainda sobre qualquer pessoa que lhe apareça pela frente.

            É pena que essas pessoas não se deem conta de que estão transferindo aos outros os seus recalques, seu nervosismo. Na família, por exemplo, a violência se dá formando um círculo vicioso: o pai, porque está irritado, descarrega sua frustação na mãe; a mãe se irrita e desabafa sobre os filhos. Estes, por sua vez, dão pontapés no cachorro da casa, batem portas e vão para as ruas. Acho que um Ginásio de Desabafos também iria muito bem se existisse no Brasil. Mas, como não o temos, o que fazer na hora da irritação?

            Quando a pessoa está irritada pode fazer várias coisas para se acalmar. Tenho um amigo de meia idade que faz longas caminhadas e se tranquiliza com isso. Quando regressa para casa se sente de bem com a vida e com os outros. Muitos pais se queixam que os filhos não param em casa, estão sempre na rua ou nas casas de amigos. Quando isso acontece é porque o ambiente no lar não está nada bom.

            As outras pessoas não têm nada a ver com nossas frustações e problemas e têm o direito de serem bem tratadas. Assim, tratar bem aos outros é nosso dever. Assim procedendo também seremos bem tratados. Pense nisso quando sentir vontade de explodir com tudo e com todos...

София plus.google.com/102831918332158008841 EMSIEN-3
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29