Apesar do sol causticante, o último sábado amanheceu cinzento nos corações dos torcedores atleticanos. Às cinco da tarde seria disputada uma partida que seria de vida ou morte para o Elefante da Noroeste. O adversário? Simplesmente o vice-campeão paulista, que no domingo anterior, havia derrotado o São Paulo em sua casa e estava embalado também na Copa Brasil. A maioria se mostrava pessimista. Nas redes sociais não faltaram críticas e descontentamento contra o time, seu técnico e até para com o presidente do Linense. Mesmo assim, um número significativo de fiéis torcedores compareceu ao Gilbertão, enfrentando o sol e os altos preços dos ingressos. A paixão lhes falou mais alto! E a mim também. Lá estava eu nas cobertas, ouvindo o Hino Nacional, executado em suas duas partes, pela nossa Banda Municipal. O Audax deu vexame, embora involuntário, entrando em campo somente após a execução do hino brasileiro. Desrespeito? Não sei, mas no mínimo uma gafe imperdoável.

            Começa o jogo. O primeiro tempo foi de inteiro domínio do time de Vampeta. Bola de pé para pé ante um Linense defensivo e acuado. Para sorte nossa, a pontaria e o arremate dos adversários não estavam em seus melhores dias. O nervosismo dos comandados de Guilherme era evidente a ponto do nosso lateral chutar, sem bola, um atacante do Audax, o que lhe valeu o primeiro amarelinho da partida. O primeiro tempo terminou sem abertura do placar. Ufa, ainda bem!

            Na segunda etapa surge um Linense mais agressivo, especialmente com as entradas de Gabrielzinho e Tiago Humberto, sendo que este marcou de pênalti o primeiro gol do Elefante. Seguiu-se a partida com o time de Osasco procurando o empate a todo custo. Com isso, abriu sua defesa e, já bem próximo do final da porfia, num passe magistral de Gabrielzinho, Zé Antônio bota a bola na rede. Aí, na torcida, só alegria. A vitória estava assegurada! Era só esperar o apito final e correr para o abraço. Foi o que aconteceu...

            Deixei o Gilbertão filosofando. A vitória do Linense deixou-me bem claro que, quando queremos e nos esforçamos, conseguimos nosso intento. Com fé, humildade e muito trabalho, chega-se lá. Não pude deixar de pensar no momento político que estamos vivendo, na corrupção e bandalheiras da maioria de nossos políticos que enterram o país em benefício do próprio bolso. A operação Lava Jato que o diga. As eleições serão no ano que vem. Se o povo se unir e souber votar, dando adeus definitivo aos políticos corruptos, poderá também conseguir a vitória que é reservada ao tão sofrido povo brasileiro. Oxalá isso aconteça...

София plus.google.com/102831918332158008841 EMSIEN-3
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
  • 32
  • 33
  • 34
  • 35
  • 36
  • 37
  • 38
  • 39
  • 40
  • 41
  • 42
  • 43
  • 44
  • 45