Em meu programa de entretenimento no rádio, as vinhetas ganham especial destaque, pois são elas que dão brilho à programação e vida ao que o locutor diz. Ainda ontem, uma delas fez-me meditar. É a que traz o jargão esportivo das narrações do saudoso Fiori Gigliotti. Exclamava ele: ¨O tempo passa, torcida brasileira¨. De fato, tudo passa na vida e de maneira bem rápida. E, muitas vezes, não nos damos conta disso.

Se observarmos melhor veremos que em um ano passamos 120 dias dormindo. Será o dormir mais importante para nós? Passamos em média outros 120 dias trabalhando. Terá o trabalho sido o fator decisivo para a nossa vida ou foi ele o peso esmagador que nos deixou infelizes?

Passamos no ano, 30 dias comendo. Foi o comer que me deixou mais feliz? Num ano, entre o dormir, o trabalho e o comer gastamos 270 dias. E o resto? Ficou sem sentido? Como usei os restantes dias do ano?

Eu cheguei a uma conclusão. Tudo o que se faz é importante. Trabalhar, comer e dormir são necessários. Mas será aquilo que se faz fora isso que marca a nossa vida. O preenchimento do tempo das 6 horas que nos restam a cada dia é que dão sentido ao trabalhar, comer e dormir? Preenchemos essas horas com algo útil e construtivo ou as desperdiçamos jogando-as fora como se fossem lixo?

Seis horas por dia, num ano, somam quase 100 dias. Cem dias pra quê? Eu diria até que esses 100 dias decidem uma vida mais feliz ou infeliz. Quanto desse tempo a gente dedicou à leitura, ao estudo, ao conhecimento de pessoas, à visita aos conhecidos, à escuta de gente problemática, enfim à convivência com quem a gente vive e gosta?

Lembre-se disso, toda vez que eventualmente escutar ¨O tempo passa, torcida brasileira!¨. De fato passa, mas quando bem aproveitado, nos deixa felizes e realizados...

София plus.google.com/102831918332158008841 EMSIEN-3
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
  • 32
  • 33
  • 34
  • 35
  • 36
  • 37
  • 38
  • 39
  • 40
  • 41
  • 42
  • 43
  • 44
  • 45