Dias atrás, visitou-me o presidente da Câmara Municipal, Rogério Barros. Foi levar os cumprimentos do Legislativo linense à conquista da FM pela Rádio Alvorada. Em meio à rápida entrevista concedida, como não poderia deixar de ser, falou do crescimento da cidade, da inauguração de dois novos supermercados de porte até o final deste ano e da perspectiva de instalação em Lins de uma termoelétrica pela multinacional norte-americana General Eletric. Rogério informou que todas as providências legais foram e continuam sendo tomadas, particularmente junto ao governo federal. E é justamente deste que depende a autorização final para o empreendimento se tornar realidade. A área a ser cedida à GE são os 26 alqueires antes liberados para certa firma chinesa que ali iria montar uma fábrica de lâmpadas led. O negócio não deu certo e espera-se que a nova invectiva, agora pretendida, vingue de vez. Expressei minha apreensão quanto à possibilidade de mais um fracasso o que iria frustrar definitivamente a população e fazê-la desacreditar de vez em seus dirigentes políticos.

         O presidente da Câmara ponderou que toda administração pública, especialmente a do interior, vive de sonhos e expectativa. É preciso acreditar sempre, embora se corra o risco de insucesso. Rogério afirmou que, se isso ocorrer, o dirigente político não deve ter vergonha e mesmo medo de reconhecer sua falha ou erro, junto à sociedade. Nas palavras do legislador linense ¨a transparência e sinceridade em reconhecer seus erros e vitórias deve ser a principal característica de todo dirigente político.¨

         Seria esse discurso, embora sincero, o sinalizador de que estava eu frente a frente com um futuro e forte candidato a Prefeito de Lins? Tudo indicava que sim, não é?...

София plus.google.com/102831918332158008841 EMSIEN-3
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26