O Dia do Radialista foi instituído pela primeira vez num decreto de 1945, criado pelo presidente Getúlio Vargas. Na época, a celebração era no dia 21 de setembro. Em 2006, a data foi mudada para sete de novembro, em homenagem ao nascimento do músico e radialista Ary Barroso. Por iniciativa dos vereadores e também radialistas Macalé, Gustavo Jordani e Roy Nelson, no último dia 1º, nas dependências do Museu Histórico de Lins, houve a solenidade de abertura da Semana do Radialista. O ato contou com grande número de profissionais que atuam nas sete emissoras da cidade. Houve o prestígio de algumas autoridades locais. Como era de se esperar em reunião de radialistas, o formalismo foi deixado de lado transformando o acontecimento num delicioso bate-papo e visita às fotos e aparelhos eletrônicos antigos ali expostos. Antes disso, houve os discursos de praxe e o corte da fita simbólica feita pelos mais antigos radialistas ali presentes, Antônio Luzia (Nhô Tunico) e eu. A Semana do Radialista teve sequência ontem, na ETEC (Rua São Pedro, 300), às 19 horas, onde houve palestra sobre esse profissional. Finalizando a comemoração, teremos hoje encontro da classe, às 18 horas, no CSU, onde rolará um papo alegre e descontraído entre radialistas e os vereadores proponentes da festividade.

            Feliz iniciativa dos nossos edis. Nós do rádio pouco nos falamos sobre a profissão, pois sempre estamos enfiados num estúdio ou correndo atrás da notícia e de anunciantes. Frisei, na oportunidade, que a comemoração do Dia do Radialista deveria ser a primeira iniciativa que levasse a nos encontrarmos mais, a trocar ideias sobre como aperfeiçoarmos nossa comunicação, pois o curso de formação de profissionais de rádio do Senac nos dá apenas uma ligeira noção sobre a magia e grandiosidade da comunicação. A prática se faz imprescindível e, aliada à formação acadêmica (especialmente na área das Humanas), complementa a formação e o ótimo rendimento de todos que amam essa profissão.  

Vi no rosto de colegas bem mais jovens ali presentes o mesmo olhar que tive nos idos de 1958, quando me pus frente ao microfone pela primeira vez. Tudo era sonho! De lá pra cá a vida toda dedicada ao rádio. Muito aprendi e ainda pouco sei. Vivendo e aprendendo, não é?  Salve o Dia do Radialista!. Meus cumprimentos efusivos aos colegas de tão grata profissão...

София plus.google.com/102831918332158008841 EMSIEN-3
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
  • 32
  • 33
  • 34
  • 35
  • 36
  • 37
  • 38
  • 39