Neste mês em que comemoramos o Natal, continuo minhas observações. Somos falhos, é bem verdade, mas voltados para a vida e a felicidade.

            Tem gente que sofre por si mesma, mas que prefere pôr a culpa no outro pelo seu insucesso ou infelicidade. Há muitos que se julgam infelizes porque foi o mundo que quis assim, foi a vida e até Deus quem assim desejou. Ao agir dessa forma, a pessoa busca a melhor maneira para enganar a si mesma. Ninguém é culpado a não ser quem assim vive e pensa. Nunca os outros e mesmo o mundo serão solução para os problemas de quem quer que seja. Nada pode ser a solução ou tudo pode ser o caminho da felicidade, na medida em que aceitarmos a verdade como ela realmente é.

            Quando alguém insiste em dizer que o mundo é ruim, muita coisa má ou errada está dentro do coração dessa pessoa. Quando alguém acredita que não dá para confiar em ninguém e que todos são ruins, no coração desse alguém já existe muito pouco de bondade e de amor. Quando alguém diz que Deus a abandonou é porque de há muito essa pessoa já abandonou a Deus. É fácil atirar a culpa nos outros. Sou infeliz por causa de minha mãe, pai, esposo e por aí segue a lista de lamentações. É fácil buscar uma desculpa no mundo que nos rodeia. O difícil é enfrentar a realidade e a verdade.

            Buscar a própria felicidade é como buscar a saúde. A solução para chegarmos a ela está em nós mesmos. Está em aceitarmos os outros, o mundo, Deus e a vida como são e abrirmo-nos para tudo e para todos. Para a conquista da verdadeira felicidade devemos buscá-la em nós. Amargamos anos de profunda tristeza e infelicidade sem nos apercebermos que a solução de nossos problemas de relacionamento está verdadeiramente em nós. Que este Natal seja o início da retomada da felicidade que tanto buscamos e que nos tornemos conscientes de que para consegui-la dependemos exclusivamente de nós...

София plus.google.com/102831918332158008841 EMSIEN-3
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
  • 32