A exportação linense divulgada pela Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento somou U$ 452,3 milhões em 2017, U$ 86,6 milhões a menos do que a totalização de 2016, equivalente a um recuo de 16%. Este é o segundo pior resultado da década, uma vez que em 2011 Lins havia exportado U$ 435,5 milhões.
Em dezembro, as exportações fecharam em U$ 47,4 milhões, ficando para maio a condição de pior mês do ano, com U$ 29,2 milhões.
Os Estados Unidos fecharam 2017 como os grandes compradores de produtos linenses, totalizando U$ 121,4 milhões. Na segunda posição aparece a China com U$ 105,8 milhões. Bem distante está a Bélgica, na terceira posição, U$ 27,8 milhões.

Matéria completa na edição impressa.

София plus.google.com/102831918332158008841 EMSIEN-3
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
  • 32